sexta-feira, 27 de julho de 2012

Liberdade


Bacana o dia do motociclista sendo comemorado também na internet: 27 de Julho.
Acho admirável o companheirismo e a amizade dessa tribo. É lindo ver os lobos da estrada uivando por aí...
Mas a frase da imagem abaixo me fez refletir: O que faz os motociclistas acharem que somente eles conhecem a liberdade? Afinal, o que é essa ‘liberdade’ de que falam?
Outra frase que vi legendando essas fotos: “Todo homem morre, mas nem todo homem realmente VIVE”.
O que isso significa? Que somente os motociclistas realmente vivem? Que somente é possível VIVER ou ter liberdade sobre duas rodas? Pensei na arrogância de alguns motociclistas. É possível viver de muitas formas, e das formas mais simples.

"Uns sapatos que ficam bem numa pessoa são pequenos para uma outra; 
não existe uma receita para a VIDA que sirva para todos."
(Carl Jung)

Provavelmente, autores de notórias frases sobre liberdade não foram motivados a escrevê-las por uma viagem de motocicleta. Acredito que muitos estavam inseridos em contextos de vida diversos daquele em que se diz que somente os motociclistas conhecem a liberdade ou sabem realmente como viver.
Talvez falassem da liberdade a ser conquistada por aqueles que viveram ou ainda vivem enclausurados nos grilhões da escravidão, das mais diversas formas: física, social, econômica, psicológica ou mentalmente.
Cárcere, cativeiro, servidão, que também vivemos nos dias atuais, camuflados num sistema onde poucos desejam sair de sua zona de conforto pra fazerem qualquer coisa em prol da verdadeira liberação, seja  individual ou coletiva, embora  todos necessitem dela: Eu, você, nós, em qualquer lugar onde estivermos, em nossas casas, em nossos trabalhos, em nossos carros ou em nossas motocicletas... Porque liberdade vem de dentro.
Feliz Dia do Motociclista!


Nenhum comentário:

Postar um comentário